ARREPENDIMENTO, A BASE PARA O CONCERTO


Subsídio













I - Texto Áureo (2 Cr 7.14)
II - Auxílio Teológico
III – Dinâmica (Meu arrependimento) *

I – Texto Áureo

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter de seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7.14)

"Voltar atrás algumas vezes significa prosseguir"

Quantas vezes será preciso que os espinhos da vida firam o homem para que ele entenda que somente em Deus pode encontrar descanso? Algo preocupante é ver tantas pessoas obstinadas em seus maus caminhos sem se preocuparem em parar e observar como estão diante de Deus. 

O povo de Israel parou, ouviu e sentiu a necessidade de voltar atrás, onde caíram e, arrependidos, recomeçarem novamente a caminhada com Deus.

Arrependimento

A condição sine qua non (“sem o qual não pode ser”) para que DEUS ouça nossas orações é que estejamos arrependidos de nossos pecados, pois eles formam uma barreira entre nós e nosso DEUS.

Conversão.

Convergir é mudar de rumo, pegar outra direção. Por que a conversão? A Bíblia diz em Jeremias 17:09: ‘Enganoso é o coração, mais que todas as cousas e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá?’ O coração humano é um coração corrupto. Teologicamente chamamos a isso de natureza pecaminosa. Todos os seres humanos, desde que viemos a esta terra, você, eu, todos, nascemos com natureza pecaminosa. Mas o que é natureza pecaminosa? É uma vontade desesperada de gostar do lixo desta vida; de gostar das coisas erradas. Com essa natureza com que nascemos, é impossível agradar a Deus; é impossível amar as coisas certas; é impossível querer estudar a Bíblia, querer seguir a Jesus, querer obedecer. É literalmente impossível! Veja o que Jeremias confirma, no capítulo 13:23: ‘Pode acaso o etíope mudar a sua pele, ou o leopardo as suas manchas? Então poderíeis fazer o bem, estando acostumados a fazer o mal?’ Esta é a situação do ser humano, e é por isso que é preciso uma conversão de natureza”[1]

 Se já sentimos que a vida não anda em direção a Deus – Arrependamo-nos. Ele está pronto a nos perdoar e nos encher de sua graça e seu amor!

II – Auxílio Teológico

ARREPENDIMENTO:

O arrependimento nunca pode manifestar-se sozinho. Qualquer fonte de arrependimento que não vem acompanhado de outros elementos espirituais é incapaz de produzir conversão genuína. Quais seriam esses elementos?

(1) – A CONFISSÃO – O arrependimento bíblico não é silencioso.

(1.1) – O publicano que confessou desceu justificado para sua casa - Lc 18:13-14

(1.2) – O rei Davi confessou seu trágico pecado e alcançou a misericórdia divina – II Sm 12:13; Sl 51

(1.3) – A confissão de Daniel foi um fator de sucesso para o seu povo – Dn 9.

(1.4) – A confissão de Esdras produziu efeito semelhante – Ed 9:10.

(2) – LÁGRIMAS – Lágrimas não salvam, mas exercem uma grande influência no mundo espiritual.

Mt 26:75 – Talvez, este seja o mais significativo exemplo. As lágrimas de Pedro ficaram marcadas indelevelmente em sua vida e nas páginas das Escrituras. Elas emprestaram um sentido perpétuo ao seu arrependimento.

(3) – ORAÇÃO – O arrependimento é um sentimento que nasce no coração humano por inspiração de Deus. É natural que o arrependido ore e, assim, a inspiração volta para Deus – Lc 23:42.

(4) – – O arrependimento de qualquer criatura é aceito por Deus a partir do momento em que pulsaram no coração os acordes da fé.

(5) – CONVERSÃO – A operação do Espírito Santo impulsionando o pecador a arrepender-se, levando-o à experiência plena da salvação, tem como ponto culminante o ato de conversão. O arrependimento e a conversão são atitudes a serem tomadas pela pessoa humana. Deus não pode fazê-lo em lugar de quem quer que seja.

A exortação para a conversão está ao longo de toda a Escritura. Exemplos: Pv 1:23; Is 55:7; Jr 18:11; Ez 14:6; Os 12:6; Zc 1:4; At 14:15.

EFEITOS DO ARREPENDIMENTO:

A Bíblia adverte que aqueles que não se arrependem, certamente perecerão – Lc 13:5 – Por isso, a doutrina do arrependimento deve ser ensinada insistentemente, enfocando os sublimes efeitos que tal atitude proporciona aos que a praticam.

(1) – ABANDONO AO PECADO – Hb 12:2 – Uma das primeiras consequências do arrependimento é a vontade que o arrependido experimenta de afastar-se completamente das práticas que desagradam a Deus.

O verdadeiro arrependimento é sempre acompanhado de uma profunda vontade de viver uma vida nova de pureza e santidade, dentro dos padrões ensinados nas Cartas aos Hebreus.

(2) – PERDÃO – Deus sempre está pronto a perdoar o pecador arrependido e por isso os homens também devem perdoar-se mutuamente, sempre que haja arrependimento – Lc 17:3-4 cf At 5:31

(3) – SALVAÇÃO – O caminho para plena salvação tem que passar inevitavelmente pelo arrependimento. Isto significa que os verdadeiramente arrependidos estarão isentos do julgamento final, sob a liderança do Cristo ressuscitado Jo 5:24; At 17:30-31

(4) – VIDA NOVA – O pecado significa sempre uma vida decadente, desprezível. Todavia, o arrependimento abre as portas para uma vida nova – II Cor 5:17

(5) – ALEGRIA – Quando um pecador se arrepende, em vbários lugares se manifesta a alegria. Há alegria no coração do pecador arrependido, alegria no seio da Igreja que testemunha a decisão do arrependimento e especialmente no céu, diante dos anjos de Deus – Lc 15:7, 10, 32.

A Igreja deve proclamar de todas as maneiras a mensagem da doutrina do arrependimento, visto ser este o método divino através do qual se operarão as grandes transformações morais e espirituais no seio da família humana.[...]

[...]podemos vislumbrar, no Cap. 9 de Neemias, que houve um verdadeiro arrependimento no meio do povo de Israel. Senão, vejamos:

(1) – SETE EXPERIÊNCIAS IMPORTANTES EM NEEMIAS CAP 9:

(A) – Israel arrependeu-se com jejum e pano de saco – Ne 9:1
(B) – Israel separou-se do mundo e confessou seus pecados – Ne 9:2
(C) – Israel ocupou-se espiritualmente diante de Deus e prostrou-se para adorá-Lo – Ne 9:3
(D) – Israel clamou em alta voz – Ne 9:4
(E) – Israel cantou um hino de louvor – Ne 9:5

(2) – SETE DÁVIDAS DE DEUS EM NEEMIAS CAP 9:

(A) – Ele deu ao povo um grande nome: Abraão – Ne 9:7
(B) – Ele deu ao povo uma nova terra – Ne 9:8
(C) – Ele deu aos pais luz para o caminho – Ne 9:12
(D) – Ele deu ao povo juízos e leis – Ne 9:13
(E) – Ele deu ao povo pão e água – Ne 9:15
(F) – Ele concedeu ao povo o Seu bom Espírito – Ne 9:20
(G) – Ele deu ao povo um reino – Ne 9:22
(H) – Ele deu ao povo cidades fortificadas, terra fértil, casas cheias de coisas boas, cisternas cheias, vinhas, olivais e alimento (o povo comeu, se fartou e engordou) – Ne 9:25

(3) – O QUE DEUS É PARA TODOS NÓS EM NEEMIAS CAP 9:

(A) – Um Deus perdoador, clemente e misericordioso – Ne 9:17
(B) – Um Deus vitorioso – Ne 9:24
(C) – Um Deus fiel e sustentador – Ne 9:25
(D) – Um Deus poderoso e temível – Ne 9:32
(E) – Um Deus justo – Ne 9:33

Homens e mulheres arrependidos são a matéria prima de que se serve o Espírito Santo para transformá-los em instrumentos de Deus, a fim de poderem levar milhões de outros seres humanos a um verdadeiro encontro com Deus, sempre através do arrependimento”[2]

III – Dinâmica (Meu arrependimento *)

            Caso queira receber o tutorial da dinâmica para aplicá-la em sua sala de aula, envie um e-mail para: FILHOCON@YAHOO.COM.BR

            Uma ótima aula!

Fonte:

[1] – Lições Bíblicas - 4º Trimestre 2010 – 13-Se o meu povo orar - CPAD disponível em - 11.11.2011

[2] – FILHO, Geraldo Carneiro – Comentário Bíblico da lição 07 do 4º Trimestre de 2011 – disponível em http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/ 11.11.2011.

Quem pode dizer amém?

Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias.

Martinho Lutero





Estejamos vigilantes, o inimigo não brinca!